Logo

Nascida da mão algarvia: “Poisia”

Conjunto “Poisia”

Das mãos de artesãos algarvios e da criatividade das designers Joana Cabrita Martins e Ana Rita Aguiar, nasce o conjunto “Poisia”, que busca na terra e nos saberes apurados, novas formas de inspirar os objectos do nosso quotidiano.

O artesão das raízes

Fernando Henriques nasceu há 52 anos na freguesia de Alte. Começou a trabalhar como carpinteiro aos 15 anos e foi esse o ofício a que se dedicou até “rebentar a crise”. A braços com a falta de trabalho, foi na natureza que vislumbrou uma alternativa: “Num passeio ao campo olhei para uma raiz linda e imaginei dali uma mesa”. Entusiasmado por tê-la vendido mal a concluiu, começou a dedicar-se ao artesanato. Agora faz fruteiras, talheres, tábuas de cozinha, esculturas, bancos, mesas… com os troncos e raízes de alfarrobeiras, medronheiros, oliveiras, amendoeiras, nespereiras, azinheiras e nogueiras, aproveitando-os dos desmatamentos que os vizinhos fazem, e que teriam como destino ser queimados.

Passados estes anos, o mestre Fernando diz-se satisfeito com a sua nova vida “dá-me gozo olhar para uma peça e imaginar o que vai sair, a natureza tem coisas lindas”.

Foi com esse espírito que se interessou pelo desafio lançado pelas designers do Projecto TASA, o de criar um cabide e um banquinho para repousar os pés. “As designers obrigam a fazer as coisas na perfeição, o que é bom, pois normalmente é o contrário, as pessoas pressionam-me para fazer pior para sair mais barato”. Durante o processo de trabalho foi esta a linguagem comum, dar espaço para apurar o resultado até todos se sentirem satisfeitos com ele. E ambos, artesão e designers, ganharam, ele uma oportunidade de ser esmerar, elas, uma formação intensiva sobre as singularidades de cada madeira.

E quem pensa que a inovação vem apenas da ciência e dos saberes académicos, engane-se. O mestre Fernando nas suas horas de investigação no laboratório da natureza, aprendeu a utilizar as bagas (de aroeira, por exemplo) para escurecer e colorir a madeira, uma invenção que as designers querem testar no tingimento de outros materiais.

Projeto TASA – Técnicas Ancestrais Soluções Atuais
  • PROMOTOR:
    CCDR
  • GESTÃO DO PROJETO:
    ProActive Tur
  • APOIOS:
    Algarve 21